quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Enfim, aceito

Aceito a escolha.
Optar pelo que faz o coração vibrar não pode ser tão ruim assim.
Jamais opte pelo conveniente, confortável, respeitável, socialmente aceitável e honroso.
Opte sempre pelo que gostaria de fazer, apesar de todas as consequências.
E aceito.
Aceito, embora seja injusto. Compreendo. Lembro, relembro... Guardo.
Está tudo certo.

3 comentários:

Paulo "Papa" Cesar Soares disse...

Curto muito teus textos.
Parabéns por eles.
Mas porque parou?

Carina disse...

Pois é. Parei inclusive de entrar aqui, pois só vi teu comentário agora... hehehe.

São fases. Logo eu volto.

Cah disse...

Optar pelo conveniente, confortável, respeitável, socialmente aceitável e honroso sendo a motivação estas mesmas coisas não faz a gente lidar com a verdade dentro de nós, mas se escolhermos algo que vem da verdade dentro de nós e tiver todas estas características, aí a essência não vai ser nenhuma delas e sim o que há de real dentro, então vale. :)

Obrigada por ter comentado no meu blog, eu tinha parado um pouco, mas voltei ja. Vim dar uma olhada no teu. To gostando bastante.

Beijos,

Cássia